terça-feira, julho 18

Processso de Bolonha

Este Processo dá muito que falar. E de que maneira. Pessoalmente não sou afectado directamente. Indirectamente sou-o, pois enquanto eu sou um mero Licenciado, há quem vá estudar tanto (ou menos) quanto eu, saíndo com um Mestrado debaixo do braço. Enfim. Mas não é propriamente devido a este aspecto que eu trouxe este assunto à baila. Nem sobre o facto de virem ter que passar por créditos, ou de poderem estudar em quase qualquer parte da Europa ou mesmo por poderem fazer cadeiras extracurriculares a seu bel-prazer. Venho falar sobre outro aspecto preocupante (na perspectiva do estudante que vai apanhar o Processo de Bolonha a arrancar). Passo a explicar. É que o Processo de Bolonha levou à reestruturação de quase todas as cadeiras e nalguns casos, uma reforma total da matéria leccionada. Ora, a minha experiência Académica diz-me que o facto de uma determinada cadeira ter sido dada pelo mesmo docente ao longo de vários anos, ou então por vários docentes mas mantendo igual a matéria, é um pequeno, grande pormenor. Vai ser engraçado (ou não) ver os Caloiros sem trabalhos, exames e apontamentos de anos anteriores das novas cadeiras. Não será fácil para quem vai ter que dar os primeiros passos e preparar a caminha para colheitas vindouras. E quem já estudou sabe-o bem. Isto numa perspectiva preguiçosa e quiçá, moralmente errada, claro ;)

4 comentários:

Cátia disse...

Concordo! estudar sem apontamentos de anos anteriores não é fácil... mas existirá sempre um caloiro mais aplicado q irá às aulas todas, fará lindos apontamentos e outro caloiro, não tão aplicado, irá arranjar forma de lhe sacar os apontamentos e distribuir pela malta q troca as aulas pela noite! Enfim, é a lei da vida!

Anónimo disse...

oi oi..pois é,lembrei me de passar por aí e n pude deixar de realçar que,infelizmente ou felizmente, não irá só afectar os caloiros..eu,k estou no 2ºano,vou ter k aderir obrigatoriamente pó próximo ano lectivo(ainda este ano)o k se torna um bocado mau no facto de ter feito cadeiras anteriormente(k deram dor de cabeça)as quais n me vão dar equivalências e mais, terei de fazer algumas cadeiras do 1º e 2º ano de bolonha as quais, mais uma vez, n me vão dar equivalências e claro,p/ finalizar as do 3º ano(já p/ n falar da falta dos famosos apontamentos!!)...Resumindo,(sim pk está a ficar um bocado longo :p)
quem se trama são os que vão apanhar a transição!..=))eheh..bjs
ass:bella..*

Ric Jo disse...

É de facto muito mau, Bela. Por acaso sinto-me aliviado por não apanhar nada disso. Que puta de confusão e trabalheira que será...

Tens razões de queixa, sem dúvida nenhuma (essa de perderes cadeiras já feitas é abominável). Mas também terás a vantagem de teres um mestrado quando acabares o curso, certo? Eu e os restantes como eu, ficamos pela mera Licenciatura... :(

Ah! Curti teres partilhado a tua opinião por aqui ;)

Anónimo disse...

nao nao...regra geral a licenciatura de 4 anos passa para 3,se eventualmente quiser tirar o mestrado tenho q fazer mais dois anos..(pelo menos em politécnicos)..agr so me resta esperar p/ ver =)
bjs.bella