sexta-feira, junho 29

Bebé a bordo, não disparem

A existência do hábito comum que é o de se colar um autocolante num automóvel que leva um bebé a bordo, como que pedindo para que os condutores tenham mais cuidado com aquele automóvel pelo facto de levar lá uma criança, é de uma morbidez brutal e demonstra quão enraizada está na nossa sociedade a violência na estrada. Tipo, filme de acção onde o hábito de balear pessoas fosse banal: não disparem! Sou inocente!

3 comentários:

tiago disse...

realmente é ridiculo... é do estilo: se-não-tivesse-aqui-uma-criança-até me-podais-dar-um-passa, mas pronto, fica para outro dia... :S

problema com alojamento das fotos do post anterior..

fica bem ;)

Ric Jo disse...

Obrigado Tiago, creio que já consegui corrigir. Abr.

JCNunes disse...

usar crianças como "escudos humanos"... muito mau!

mas é mais um apetrecho tipico como o cdzito de musica pimba e o terço no espelho, o colete reflector no banco, a fitinha do último casamento na antena, a almofadinha com o simbolo do SLB junto ao vidro traseiro... ETC ETC hehe ;)